Translate this Page
ONLINE
3





GRÉCIA, A PÉROLA DO MEDITERRÂNEO
A ORIGEM DAS OLIMPÍADAS

            

                                  AS ORIGENS DAS OLIMPÍADAS

 

As Olimpíadas surgiram entorno dos anos 753 a.C. , e elas eram usadas para homenagear os deuses, principalmente Zeus. O que era uma forma de reverência pelo fato das Olimpíadas ocorriam no lugar onde os deuses moravam. Para quem não sabe, as olimpíadas ocorriam em Olímpia, uma cidade Grega que possuía o monte Olimpo, local onde moravam os ''deuses'' da mitologia grega.

            As Olimpíadas também não existiriam se não existissem muitos escravos na Grécia. O fato de ter muitos escravos na Grécia deixou a maioria das pessoas com tempo livre, o que levou elas a se dedicarem mais a filosofia, a mitologia e aos esportes. As Olimpíadas surgiram em Olímpia na tentativa de homenagear deuses e Olímpia, por sua vez, ja possuía um templo para isso. Inicialmente só havia uma modalidade os 170 metros.

            Depois foram adicionados outros como boxe etc... Mas os jogos não eram tratados como competições e sim como festas para homenagear deuses. Os antigos jogos olímpicos não tinham datas marcadas mas ocorriam em torno de 4 anos em 4 anos.

           Os jogos duraram ate 393 d.C quando o imperador romano Teodósio acabou com a tradição durante seu reinado na Grécia. 1503 anos depois o francês Pierre de Fredy recomeçou a tradição olímpica. Ao ser morto seu coração foi retirado e guardado em uma caixa de bronze que foi enterrada em Olímpia.

Festivais de honra a Zeus viraram espetáculo moderno

      A idéia de um festival esportivo nos moldes das Olimpíadas surgiu na Era Antiga, aproximadamente 2500 a.C., quando os gregos realizavam festivais em honra a Zeus. Conta a lenda que os Jogos foram criados por Hércules, que plantou a oliveira de onde eram retiradas as folhas para a confecção da coroa dos vencedores.

    O termo olímpico, chegaria quase dois mil anos depois. Em 776 a.C., quando os nomes dos vencedores começaram a ser registrados, Ifitos, o rei de Ilia, fez uma aliança com Licurgo, monarca de Esparta, e Clístenes, rei da Pissa. O acordo foi selado no templo de Hera, no santuário de Olímpia, surgindo assim o nome Olimpíadas. Esse tratado estabeleceu uma "trégua sagrada" em toda a Grécia enquanto os Jogos eram realizadas. Essa trégua era respeitada à risca.

   Na Guerra do Peloponeso, oponentes teriam parado o combate, competindo lado a lado e só após a declaração dos vencedores olímpicos, resumido a guerra.     A vitória nos Jogos Olímpicos consagrava o atleta e proporcionava a ele uma recepção de herói no retorno à sua cidade de origem.

   Na Olimpíada de 776 a.C., uma forte chuva desabou sobre Olímpia, limitando as competições a uma corrida pelo estádio. Dessa forma, após a única prova, foi conhecido o primeiro campeão olímpico: o cozinheiro Coroebus de Elis, vencedor de uma corrida de 192,27 metros. Após a primeira Olimpíada, ficou acertado que os Jogos seriam realizados a cada quatro anos, durante os meses de julho ou agosto. Aos poucos, o número de competições foi aumentando, até chegar a dez eventos no quinto século antes de Cristo: corrida, pentatlo, arremesso de disco, salto em distância, lançamento de dardo, luta, boxe, pancrácio, corrida de bigas e corrida de cavalos, tudo em cinco dias.   Podiam competir gregos que fossem cidadãos livres e nunca tivessem cometido assassinatos ou outros crimes.

Excluídas, mulheres disputavam a Heraea

     Com exceção das sacerdotisas de Dêmetra, apenas os homens podiam assistir às disputas. Pouco antes dos Jogos Olímpicos, as mulheres, usando cabelos soltos e túnicas curtas e competindo no mesmo estádio de Olímpia, participavam de uma outra competição, a Heraea, em homenagem à Hera, mulher de Zeus.

     A decadência dos Jogos Olímpicos da Era Antiga começou em 456 a.C., quando os romanos invadiram e dominaram a Grécia. O espírito original de integração foi aos poucos sendo deixado de lado e as disputas, antes cordiais, passaram a ser encaradas como combates. A última Olimpíada da Era Antiga foi disputada em 393 d.C., quando o imperador Teodósio I proibiu a adoração aos deuses e cancelou os Jogos. Desde 776 a.C. foram realizados 293 Jogos. A celebração dos Jogos Olímpicos ficou adormecida por 1 500 anos. Em 1896, graças aos esforços do francês Pierre de Coubertin foram realizados os primeiros Jogos Olímpicos modernos, na Grécia.