GRÉCIA, A PÉROLA DO MEDITERRÂNEO

Translate this Page
ONLINE
5


Super Bowl 2021 Live Stream Watch Super Bowl

LINHA DO TEMPO (GRÉCIA)
LINHA DO TEMPO (GRÉCIA)

LINHA DO TEMPO 

Alguns eventos históricos chave foram incluídos pelo contexto, mas esta linha do tempo não é destinada a cobrir a história não relacionada às migrações. Há mais informações sobre o contexto destas migrações no artigo História da Grécia. Antes do século XXIX a.C. - Tribos gregas migram para os Bálcãs.


Século XX a.C. - Assentamento na Macedônia, estabelecimento de alguns assentamentos na Grécia peninsular.


Século XVII a.C. - Declínio da civilização minóica, possivelmente devido à erupção do Thera. Assentamento de aqueus e jônios na península grega (civilização micênica).


Século XIII a.C. - Primeiras colônias são estabelecidas na Ásia Menor.


Século XI a.C. - Tribos dóricas se deslocam para a Grécia peninsular.


Século IX a.C. - Grande colonização da Ásia Menor.


Século VIII a.C. - Primeiras grandes colônias são estabelecidas na Sicília e no sul da Itália.


Século VI a.C. - Colônias são estabelecidas por todo o Mediterrâneo e no mar Negro.


Século IV a.C. - Campanha de Alexandre o Grande; colônias gregas estabelecidas em cidades recém fundadas no Egito ptolemaico e na Ásia.


Século II a.C. - Conquista da Grécia pelo Império Romano. Migrações de gregos para Roma.


Século IV - Estabelecimento do Império Romano Oriental (Bizantino). Migrações de gregos por todo o império, principalmente na direção de Constantinopla.


Século VII - Conquista eslava de várias partes da Grécia. Ocorrem migrações gregas para o sul da Itália. Os imperadores bizantinos capturam os grupos eslavos principais e os transferem para a Capadócia. O Bósforo é repovoado por macedônios e gregos cipriotas.


Século VIII - Dissolução bizantina dos sobreviventes Sclaviniai e recuperação completa da península Grega.


Século IX - Gregos migram de todas as partes do império (principalmente do sul da Itália e da Sicília) para partes da Grécia que foram despovoadas com a expulsão dos Sclaviniai (principalmente o Peloponeso ocidental e a Tessália).


Século XIII - O Império Bizantino se desfaz, Constatinopla é tomada pela Quarta Cruzada e se torna a capital do Reino Latino de Constantinopla. Reconquistada após uma longa luta pelo Império de Niceia, mas partes permanecem separadas. Ocorrem migrações entre a Ásia Menor, Constantinopla e a Grécia peninsular.


Século XV - Conquista de Bizâncio pelo Império Otomano. Inicia-se a diáspora grega para a Europa. Assentamentos otomanos na Grécia.


Década de 1830 - Criação do Estado Grego moderno. Começo da imigração para o Novo Mundo. Ocorrem migrações em larga escala de Constantinopla e da Ásia Menor para a Grécia.


Década de 1910 - Aproximadamente 350.000 gregos pônticos são mortos [1].


1913 - A Macedônia é dividida; migrações desorganizadas de gregos, búlgaros e turcos para seus respectivos estados.


1919 - Tratado de Neuilly; Grécia e Bulgária trocam populações, com algumas exceções.


1923 - Tratado de Lausanne; Grécia e Turquia concordam em trocar populações com limitadas exceções aos gregos de Constantinopla, Imbros, Tenedos e a minoria muçulmana (principalmente gregos, pomacos, romanis e turcos) da Trácia Ocidental. 1,5 milhão de pessoas da Ásia Menor e de gregos pônticos são assentados na Grécia, e cerca de 450.000 muçulmanos são assentados na Turquia.


1947 - O regime comunista na Romênia começa a expulsar a comunidade grega. Aproximadamente 75.000 pessoas migram para a Grécia.


1948 - Guerra Civil Grega. Dezenas de milhares de gregos comunistas e suas famílias fogem para as nações do Bloco do Leste. Milhares se estabelecem em Tashkent.


Década de1950 - Emigração maciça de gregos para Alemanha Ocidental, Estados Unidos, Austrália, Canadá e outros países.


1955 - Massacre de Istambul contra os gregos. Êxodo de gregos da cidade é acelerado; menos de 2.000 permanecem hoje em Istambul.


1958 - A grande comunidade grega de Alexandria foge do regime de Nasser no Egito.


Década de 1960 - A República de Chipre é criada, como um estado independente grego sob proteção grega, turca e britânica. A emigração econômica continua.


1974 - Invasão turca de Chipre. Quase todos os gregos que vivam no norte de Chipre fogem para o sul e para o Reino Unido.


Década de 1980 - Permite-se que muitos refugiados civis de guerra retornem à Grécia. Migração reversa a partir da Alemanha também começa.


Década de 1990 - Colapso da União Soviética. Aproximadamente 100.000 gregos étnicos migram a partir da Geórgia, Armênia, sul da Rússia e Albânia para a Grécia.


2000 - A Grécia implementa completamente o Acordo de Schengen.


Década de 2000 - Algumas estatísticas indicam o começo de uma tendência de migração reversa de gregos a partir dos Estados Unidos e da Austrália.